Blog

20 de julho de 2017

Metodologia de ensino: Conheça a sala de aula invertida

TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO

Metodologia de ensino: Conheça a sala de aula invertida

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Você conhece a metodologia de ensino sala de aula invertida? Confira aqui nesse artigo como essa método funciona, seus desafios e vantagens se comparado a sala de aula tradicional.

20 de julho de 2017 - 15:48 - atualizado em 21 de julho de 2017 - 15:01

Escola fotografia desenhado por Pressfoto - Freepik.com


Você já ouviu falar em sala de aula invertida? Sabe o que significa? Se a resposta for “não”, aproveite para se inteirar sobre o assunto, pois essa novidade promete reformular as salas de aula e transformar os processos de aprendizagem.


A sala de aula invertida já é uma realidade em outros países. Essa metodologia tem como principal característica inverter o conceito tradicional de sala de aula, conhecido e utilizado nas escolas. Para entender melhor, primeiramente vamos pensar na lógica comum da sala de aula: os alunos vão até a escola, os professores passam o conhecimento e encaminham tarefas e lições para serem feitas em casa, de modo a gravar a teoria aprendida, certo?


A sala de aula invertida é justamente o contrário dessa lógica. Nesse novo método, as crianças e adolescentes aprendem todo o conteúdo em casa. Isso mesmo! Toda a teoria é transmitida para os alunos por meios eletrônicos, como games, videoaulas e podcasts. E assim, vão para a sala de aula apenas para fazer as atividades e esclarecer dúvidas, com trabalhos individuais e em grupo.


A metodologia de ensino da sala de aula invertida pode causar um certo estranhamento no começo, mas se for analisada profundamente, há de se perceber que ela pode ser extremamente útil e eficaz. Apostar nesse novo método é uma forma de estimular a participação dos alunos, que irão se sentir mais motivados a aprender.


Todo professor sabe o quanto é difícil prender a atenção dos estudantes e fazer com que eles entendam as teorias passadas dentro da sala de aula. Isso tudo acontece porque a metodologia convencional já não é mais suficiente, diante de tantas possibilidades tecnológicas. Dessa forma, utilizar desses recursos é uma maneira de conseguir inovar, chamar a atenção dos alunos e contribuir para o processo de aprendizagem.


Além disso, outro grande benefício da sala de aula invertida é a inclusão das tecnologias, já que essa é uma necessidade, mas muitos professores ainda não sabem como utilizá-las. A internet está presente em todos os lugares, e por isso, deve também fazer parte do espaço escolar.


No entanto, nem tudo é perfeito, não é mesmo? É claro que a sala de aula invertida, assim como a convencional, também apresenta alguns desafios para todos ligados à educação, como professores, gestores, mantenedores e governos.


O primeiro deles é garantir que todos os alunos tenham acesso à internet com rede de transmissão de dados adequada ao conteúdo e, no mínimo, um dispositivo eletrônico dedicado aos estudos. O ideal seria que as escolas pudessem oferecer esses aparelhos para que os alunos levassem para a casa e tivessem acesso às atividades. 


Outro desafio é elaborar os conteúdos para os alunos. Isso porque nessa metodologia, cabe ao professor elaborar as aulas interativas que serão assistidas em casa. Isso exige do professor o desenvolvimento de várias outras competências, além de uma familiaridade coma tecnologia, ainda rara em nosso País, entre os profissionais de sala de aula.


Mesmo assim, a verdade é que quando a metodologia revolucionária da ESCOLA INVERTIDA, puder ser uma realidade no Brasil, a educação estará dando um importante passo rumo à modernidade e eficiência.

 

E você, qual é a sua opinião sobre esse assunto? Deixe seu comentário!


20 de julho de 2017 - 15:48 - atualizado em 21 de julho de 2017 - 15:01

COMENTÁRIOS PARA ESTE POST