Blog

04 de maio de 2017

5 erros que a escola comete com o planejamento pedagógico

GESTÃO ESCOLAR

5 erros que a escola comete com o planejamento pedagógico

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Realizar o planejamento estratégico é uma tarefa complexa e que exige experiência e conhecimento em educação, porém usá-lo no dia a dia como direcionador na tomada de decisões é ainda mais difícil. Por isso, desenvolvemos esse artigo para mostrar os principais erros que são cometidos nesse processo.

04 de maio de 2017 - 19:21 - atualizado em 04 de maio de 2017 - 19:44


Realizar um planejamento pedagógico qualificado demanda uma quantidade de medidas que, quando associadas, garantem a excelência da gestão escolar.

O reconhecimento de erros e acertos na metodologia só acontece por meio de uma reflexão sobre os principais aspectos do projeto pedagógico da escola. Como resultado, é possível procurar soluções para os problemas que se apresentam, bem como investir nas medidas que estão trazendo os melhores resultados. Porém, a primeira questão é: quais são os principais erros que a escola comete nessa tarefa?

Para ajudar a responder essa pergunta, reunimos abaixo os 5 principais erros cometidos no planejamento pedagógico de uma instituição de ensino.

Não entender a importância dessa tarefa


Gerir uma escola não é algo simples, tendo em vista que requer uma equipe multidisciplinar capaz de colocar em prática as diretrizes educacionais, entre outras responsabilidades. A proposta pedagógica informa aos professores e demais profissionais interessados quais serão o método de ensino utilizado ao longo do ano letivo. Sem compreender a relevância de um bom plano, o andamento das atividades fica comprometido e o aprendizado dos alunos também. Nesse cenário, pode haver desperdício de recursos, desmotivação de pais, estudantes e funcionários.


Não usá-la como guia na tomada de decisão diária


Não empregar o projeto pedagógico no cotidiano da instituição é uma falta comum e que rompe com o processo de educar. Os gestores de uma escola são confrontados com  um grande número de decisões a cada dia. A função do planejamento é orientar acerca das opções que assegurem a melhor instrução possível a todos. Com esses procedimentos em mente, fica mais fácil identificar as saídas corretas para os desafios que surgem no cotidiano escolar.



Não revisar constantemente


É fundamental esclarecer que os planos não são estáticos. O administrador tem de rever e adaptá-los conforme necessário. Provavelmente, algumas providências tomadas não funcionarão conforme a expectativa. Por consequência, os responsáveis podem propor alternativas que sejam mais eficientes para a dinâmica educativa. Insistir em ações infrutíferas desgasta as relações dentro e fora da sala de aula, inclusive gerando despesas supérfluas.


Não alinhar o planejamento com as metas


O planejamento pedagógico só trará benefícios se estiver alinhado com as metas institucionais. Sem que haja uma relação clara entre esses dois aspectos, não será viável alcançar os objetivos e o projeto torna-se pouco útil. Por isso, os diferentes setores devem estar cientes das recomendações e dos intuitos do estabelecimento de ensino. Todos os colaboradores precisam fazer a sua parte para que as orientações da pedagogia sejam aplicadas. 


Não mensurar se as metas foram atingidas como esperado


Para se conduzir uma escola com sucesso, não basta desenvolver um planejamento pedagógico adequado. Isso porque os propósitos precisam ser avaliados regularmente e, por vezes, repensados. Para tanto, existem ferramentas para se medir o resultado das ações pedagógicas. No fim de cada período, você deve observar se as metas pedagógicas foram atingidas de acordo com o esperado. 


Esperamos que essas dicas auxiliem na definição de um plano pedagógico apropriado. Se você ainda tem alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário.



04 de maio de 2017 - 19:21 - atualizado em 04 de maio de 2017 - 19:44

COMENTÁRIOS PARA ESTE POST